Vale a pena comprar um vestido de noiva?

Organizar o casamento, para muitas mulheres, é um dos momentos mais aguardados da vida. Algumas mais corajosas abrem mão até do serviço de um profissional especializado em casamentos para poder ter controle de cada detalhe da cerimônia e da festa.

É claro que uma das coisas que geram mais interesse por parte das noivas é a escolha entre os mais lindos vestidos de noiva. As meninas costumam passar horas folheando as revistas especializadas, ou, com o advento da internet, pesquisando em sites especializados, tudo isso para encontrar o vestido ideal.

Mas, após escolher qual será o modelo utilizado no grande dia muitas dessas noivas se deparam com outra questão muito importante nesse momento de organização de um casamento: vale a pena comprar o vestido de noiva?

Essa é uma questão que levanta dúvidas e divide a opinião das noivinhas. A primeira coisa que deve ser levada em conta é a questão financeira que envolve o casamento. É sabido por todas que comprar um vestido (mandar fazer uma peça especialmente para o seu corpo) exige um investimento muito maior. Além do pano e de todos os acessórios utilizados para a confecção do vestido, a noiva investirá um valor também para a mão de obra da estilista e da costureira.

Outra questão é o quão útil o vestido será após o casamento. Normalmente, o casamento acontece uma única vez, porém, mesmo que a mulher acabe se casando em outra oportunidade, não seria nada agradável utilizar o mesmo vestido da cerimônia anterior. Pensando nisso, um vestido comprado seria guardado numa caixa e, quem sabe, num futuro, utilizado pela filha ou neta (isso se a moda da época ainda estiver ligada com os dias de hoje – algo muito difícil).

É claro que não podemos deixar de lado o fato do sonho da mulher em ter um vestido confeccionado especialmente para ela e que será guardado como uma grande recordação de um dos dias mais especiais da vida. Por isso, não é condenável optar por comprar um vestido de noiva feito exclusivamente para as medidas da noiva.

Mas é importante apresentarmos algumas questões como as citadas acima, pois ajudam as noivas a refletirem sobre essa questão da compra, ou não, do vestido de noiva.

Passo a passo para uma massagem relaxante

Trânsito, pressão durante o trabalho, reuniões e diversos compromissos. O dia a dia, principalmente nas grandes cidades, costuma ser muito corrido e até estressante. Para repor as energias, aliviar tensões e tornar o final do dia mais tranquilo, uma boa massagem pode ser a solução ideal.

É importante lembrar que os objetivos da massagem, nesses casos, são os de soltar os músculos e relaxar. Ela não resolve problemas crônicos ou doenças mais graves, por isso não precisa necessariamente ser realizada por um profissional. O indicado é combinar com alguma pessoa próxima. Depois vocês podem inverter, para que ambos possam gozar dos benefícios relaxantes.

Gostou da ideia? Então confira o passo a passo para realizar uma boa massagem:

Escolha um ambiente adequado

O local onde será feita a massagem deve ser tranquilo, silencioso e aconchegante. Como a maioria das pessoas não possui uma maca ou mesa específica em casa, os procedimentos podem ser realizados no chão, forrado com alguma manta, já que o corpo deve ficar reto. Para completar, músicas tranquilas, aromas suaves e velas contribuem para tornar o clima ideal.

Prepare o corpo

Antes de começar a massagem, retire todos os acessórios que estiver usando. Pulseiras, relógios, colares, anéis e brincos podem atrapalhar. Na sequência, faça um alongamento, estique todo o corpo e já inicie o procedimento um pouco mais relaxado.

Selecione bons óleos e cremes

Existem diversos produtos para massagem no mercado que podem ser utilizados no momento da massagem. O óleo Natura Ekos, Fluído de Massagem Muscular, por exemplo, pode ser aplicado em todo o corpo e é excelente para alívio da rigidez e tensões dos músculos; além disso, o produto facilita o massageamento local e proporciona sensação de bem-estar. Também existem cremes específicos para determinadas partes do corpo, como o Creme de Massagem para os Pés, da Eudora. A escolha deve ser feita de acordo com o que você procura para cada ocasião.

Mãos à obra

Ao iniciar a massagem, é importante ter em mente que todo o corpo deve ser trabalhado. Desde a cabeça, braços, mãos e pernas, até os pés. Os ombros merecem uma atenção especial, pois concentram toda a tensão do corpo, que deve estar completamente reto para não comprometer os resultados. A ordem de execução e a força aplicada variam de acordo com a necessidade e gosto de cada pessoa. O tempo de duração vai de 50 minutos a duas horas.

Seja onde for, tanto a pessoa que realizará a massagem, quanto a que for receber, devem estar confortáveis, pois a ideia é que ela traga o relaxamento total do corpo e da mente. É uma grande troca de energia, por isso as pessoas sentem-se tão bem e dispostas quando a massagem é finalizada.

E você, conhece outras técnicas para deixar a massagem ainda melhor? Agora que já conhece nossas dicas, que tal compartilhar com outros amigos que também estão precisando relaxar?

Como devo limpar meu travesseiro? Dicas limpeza travesseiro

Não importa qual seja seu tipo de travesseiro (se de penas, espuma, plumas, poliéster…), ele requer uma limpeza constante para que você tenha mais saúde e conforto durante o sono. E limpar travesseiro pode ser mais fácil do que muita gente imagina: os rituais de higiene não precisam necessariamente ser feitos todos os dias e muitas dicas são mais do que práticas para quem está na correria do dia a dia e se esquece do nosso grande amigo da hora do sono.

A primeira coisa a se fazer é proteger os travesseiros durante todo o tempo, seja com fronha de pano ou capa de algodão ou poliéster. Isso evita que muitos fungos e bactérias fiquem passeando no interior do travesseiro, trazendo ao usuário mais chances de ter problemas quando deveria estar relaxando. As capas podem ser limpas de tempos em tempos, já as fronhas devem ser limpas e trocadas com mais frequência.

Outra dica de limpeza travesseiro é se certificar de que o travesseiro não tem furos ou costuras abertas antes de lavá-los, principalmente se forem de pena e pluma. O travesseiro pode ser lavado com frequência mensal, já que ele custa a secar e umidade é um prato cheio para tudo o que tentamos evitar com a limpeza: fungos e bactérias.

Procure lavar seus travesseiros com água fria e detergente suave para garantir uma maior vida útil para o produto – os de espuma são sempre lavados a mão, enquanto o de penas e plumas podem ir para a máquina. Depois é só secar na secadora (com modo de aquecimento baixo) ou pendurá-lo em um varal. Mais uma vez, tratamento diferenciado para os travesseiros de espuma: eles não podem ir à secadora de jeito algum, e sua posição no varal deve variar para que ele seque por completo. No caso de travesseiros de poliéster a dica é lavá-los com água quente e detergente comum, secando-os em secadora com modo de “aquecimento moderado”.

Para que tudo corra bem, coloque, uma vez por mês, seus travesseiros perto da janela ou pendurados a um varal para que tomem uma rajada de ar. Além disso, se o travesseiro for de pena ou pluma, é indicado que eles sejam afofados diariamente para redistribuir o enchimento, além de diminuir a quantidade de poeira.

Não menos importante que essas dicas é desenvolver o hábito de olhar a etiqueta de instruções do produto antes da tentativa de limpar o travesseiro de qualquer maneira, entendendo quais são os processos mais indicados para aquele produto e qual é a forma de secagem correta. O travesseiro deve ser muito bem tratado por quem o utiliza, já que é ele quem vai garantir boa parte da boa saúde da coluna durante o sono e evitar várias doenças crônicas, como enxaqueca, por exemplo.

Com essas dicas de travesseiro você garantirá o prolongamento da vida útil do seu travesseiro. Lembre-se que cuidar do travesseiro é cuidar da sua saúde, pois a relação que existe entre nós e nosso travesseiro e colchão é intensa!